Dois passeios, dois Domingos, uma bicicleta, uma Cidade.

IMG_7189-2.jpg

Nos dois últimos domingos dei dois bons passeios por Lisboa.  Solitariamente e com muito prazer. Saí cedo para evitar trânsito e condutores que até ao Domingo vão com pressa e mal dispostos.  Sim, até ao Domingo as coisas podem ser complicadas com gente a pensar que só andamos ali para atrapalhar as suas vidas de bons e abnegados automobilistas.  No primeiro passeio pensei em fazer uma volta entre as colinas e Monsanto, passar pelos bairros históricos.  A primeira passagem foi pelo Bairro da Ajuda, pelo seu belíssimo Palácio , descendo depois a Calçada até ao Restelo onde parei  no Famoso “Careca” para um maravilhoso “petit Croissant” que de Francês nada tem.  Pois, mesmo bom não é? Dai segui para a Beira-Rio, até Alcântara onde passei o viaduto subindo depois a Rua Maria Pia em direcção ao Cemitério dos Prazeres. Bela subida com o Monsanto à esquerda e o casario à direita. De Campo de Ourique desci á Estrela e depois  á Lapa, da Lapa  a Santos entrando depois no Bairro da Madragoa. Subi a Calçada do Combro com mais facilidade do que pensava ser possível e  depois ao Bairro Alto chegando ao Príncipe Real. Daí foi sempre a descer até ao Camões e à Praça do Comércio de onde subi a Rua da Madalena seguindo pela Rua das Farinhas entrando na Mouraria. Da Mouraria ao Intendente foi um pulo, bem mais difícil do que pensei foi subir até à encosta do Castelo. Aí sim foi puxado, o piso em paralelo é tramado. Circulei depois pela Costa do Castelo até ao Bairro do Castelo e depois uma vertiginosa e bela descida até ao largo do Chafariz de dentro em Alfama. Curva e contra curva, ruas estreitas, muito cuidado com as pessoas e um prazer enorme. Daí subir até á Graça, passando pela feira da Ladra e daí ao mais bonito Miradouro de Lisboa, a Senhora do Monte onde parei para comer uma saborosa Bananinha que já trazia de casa.  Depois Almirante Reis, Saldanha e Monsanto onde a tranquilidade nos acolhe e a  natureza nos surpreende. Um grande passeio este que teve um pequeno senão e por isso mesmo  tive de encurtar o percurso: O piso é tão mau que a minha roda de trás empenou e teve de ir para o Mestre Corvo para arranjo na semana seguinte. Muito paralelo, muito buraco, muita subida e muita descida mas um passeio diferente que vale mesmo a pena.

O segundo foi bem mais tranquilo, se bem que mais longo.  Restelo, Algés onde se saúda o novo piso entrae esta localidade e a torre de Belém e o que parece vir a ser um novo troço de ciclovia que ligará a Torre a Oeiras. Uma boa nova pois esta parte é muito frequentada por ciclistas, muitas famílias inclusive e é bastante perigosa. Oxalá a ciclovia seja uma realidade em breve. De Algés à Expo sempre à beira-rio  e depois de volta á Praça do Comércio. Daí subi a Av. Da Liberdade, depois ao alto do Parque Eduardo VII onde entrei em Monsanto pelo corredor verde. É sempre uma maravilha, depois do burburinho da Cidade entrar em Monsanto.  Dois passeios simples que recomendo em Lisboa. O primeiro mais duro devido ás subidas e descidas e sobretudo ao estado do piso, o segundo menos cansativo e mais contemplativo. Experimentem. Sem pressas e apenas pelo simples prazer de passear na vossa bicicleta. Ela também vai gostar.

 7 colinas e Monsanto.

7 colinas e Monsanto.

 Zona Ribeirinha e Monsanto.

Zona Ribeirinha e Monsanto.