Ainda Luciano Berruti

Quando era mais jovem e durante alguns anos procurei no ciclismo por alguns heróis. Cedo percebi que os heróis não existiam ou eram muito frágeis e pouco consistentes. No ciclismo de competição tudo é rápido e efémero. Cedo descobri também que as vitórias não se fazem apenas de esforço físico ou de primeiros lugares e que as mais importantes são as que são feitas com ternura e com amor. Luciano Berruti era ,e é ,um símbolo dessas vitórias carregadas de amor e ternura. O seu amor pela sua bicicleta em que ele e ela pareciam ser apenas um, a sua ternura e simpatia por todos que o abordavam eram um exemplo. Fez-me ver que as vitórias não têm idade, nem tempo, nem lugar no pódio e que as metas importantes são apenas aquelas que colocamos a nós próprios. Obrigado L´Eroica por nos terem dado a conhecer este grande "eroico" que ganhou sempre. Obrigado Luciano Berruti , muito obrigado pelo seu exemplo de vida e por ser o herói que sempre procurei no ciclismo. Um abraço para sempre.